Cruzex 2018, coletiva de imprensa.

Como sempre acontece no exercício militar CRUZEX (Cruzeiro do Sul Exercises) os comandantes de cada Força Militar participam de uma coletiva de imprensa. Nesta edição, sentaram-se a mesa os representantes do Uruguai, Chile, Peru, Canadá, Estados Unidos, Portugal, França e o representante do Brasil , Brigadeiro Medeiros, comandante geral do exercício.

Durante a coletiva , o Brigadeiro Medeiros falou sobre o objetivo da CRUZEX para a FAB, que é testar as capacidades logísticas e operacionais a nível mundial e não local, além do fator da integração entre Forças Militares de países amigos. Relatou que o planejamento logístico começou há cerca de um ano e toda a operação foi elaborada para ser executada no idioma inglês, visando a padronização das comunicações. Também informou que tropas especiais da FAB, Marinha e Exército estariam atuando como Guia Aéreo Avançado, treinando conceitos com as tropas de outros países. Por fim, o Brigadeiro justificou o hiato de 5 anos desde a última edição, devido ao envolvimento da FAB na Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas, além da própria reestruturação interna da Aeronáutica.

Na mesa, lado a lado, estavam os representantes do Chile e do Peru, países que tem um histórico de rivalidades e guerras.  O Cmt chileno falou sobre o objetivo de integração das Forças entre os países, mantendo sempre uma interoperacionalidade, além de agradecer ao apoio logístico da FAB. O Cmt peruano falou sobre treinamento conjunto visando atender interesses do governo de seu país. Também disse que nesta edição o Peru não teve problemas logísticos para trazer suas aeronaves.

Novamente os Estados Unidos enviaram uma unidade da Guarda Nacional. O Cmt informou que estão sediados no Texas, mas eventualmente participam de treinamentos em outros continentes. Seus integrantes trabalham em regime “part time”com a Guarda Nacional, exercendo atividades profissionais civis no dia a dia.

Após a coletiva, foi lida a relação dos profissionais de imprensa selecionados para o Mídia Flight e que voariam a tarde no C-105 Amazonas, fotografando a formação de sete aeronaves representantes das Forças Aéreas participantes. Infelizmente, após cerca de 30 minutos de vôo a sessão de fotos foi cancelada em virtude de uma dificuldade técnica em uma das aeronaves. O vôo foi adiado para o dia seguinte.

Reportagem: Reinaldo Neves

 

.

A Tragédia de Brumadinho

O dia está amanhecendo, os primeiros raios de sol aquecem o topo das árvores e aqui, na comunidade do Córrego do Feijão , os bombeiros já iniciaram o seu trabalho, dando continuidade aos serviços pesados interrompidos durante a madrugada. Reunidos desde as 06:00 h em frente a igrejinha, o grupo está recebendo o briefing das atividades do dia e as devidas orientações. Aos poucos os helicópteros vão chegando e as equipes partem para a área atingida, iniciando um revezamento que se estenderá ininterruptamente até o cair da noite.

No entorno da Igreja Nossa Senhora das Dores, há uma grande operação de apoio aos envolvidos no resgate. Um grande Quartel General foi montado , com um constante fluxo de policiais, bombeiros, imprensa, caminhões e caminhonetes trazendo água e alimentos . E a todo momento, os helicópteros pousando e decolando, transportando os bombeiros para a área de buscas e, eventualmente, trazendo corpos das vítimas. Somente os bombeiros militares e os militares de Israel trabalharam na área  atingida pelo lamaçal, os voluntários e apoio não tiveram acesso .

Conversando com os bombeiros pude constatar o grau de entrega à missão, estão motivados, ansiosos para embarcar e atuar no local das buscas.  Uma perfeita coordenação aérea permite que diversas aeronaves operem no pequeno campo de futebol, com grande margem de segurança . No local estiveram em operação o Eurocopter  EC-145 prefixo PR-UEA,  Helibrás AS350 Esquilo prefixos PP-BBM, PP-SAV, PP-ESQ (Polícia Civil ), PP-EJK (Policia Militar), PP-OBM ( Rio de Janeiro)  e o Bell 407 prefixo PT-YZG (Polícia Rodoviária). Os demais helicópteros operaram a partir da Base montada em Brumadinho.

Na Base de  Córrego do Feijão encontramos bombeiros civis voluntários auxiliando nos trabalhos. O governo do estado recusou a ajuda de bombeiros que vieram de outros estados, ordenando seu retorno. Somente cinco bombeiros foram autorizados a atuar na Base, todos provenientes de Osasco, SP.  Pertencem ao Instituto Corpo de Bombeiros Civil Voluntários do Estado de São Paulo e atuam a partir de 2 bases na cidade sede. O Cmt Osmar Ferreira nos falou da atuação do grupo nos desastres de N.Friburgo, enchentes de Sta Catarina e no apoio à Defesa civil de Osasco.  Aqui em Brumadinho estão auxiliando no recebimento de corpos, controle de acesso e outras tarefas administrativas.
Ombreando com os bombeiros militares avistamos vários israelenses utilizando enxadas, pás e as mãos na remoção de detritos procurando por vítimas dentro dos destroços de um  ônibus soterrado. Pertencem a uma unidade que está sempre 24 horas disponível para atuar em qualquer parte do país e também do mundo. Já estiveram atuando em diversas calamidades em outros países. O foco é resgatar vidas, entre escombros e soterramentos, infelizmente aqui em Brumadinho a lama as ceifou.

Cães farejadores
Diversos cães estão trabalhando junto com seus parceiros humanos. Conhecemos o Sgt Welesson e o Border Collie “Bolt” ! Ele é um dos muitos cães que estão sendo empregados com sucesso nesta tarefa, tanto pelos bombeiros de Minas Gerais quanto por bombeiros de outros estados e também de Israel. Bolt tem 3 anos de idade e o Sgt Welesson diz que ele terá uma vida ativa até por volta dos 8 anos, quando se aposentará. Tradicionalmente, após encerrar a carreira o tratador o leva para sua casa.

O site asasmetalicas se solidariza com as famílias atingidas por esta catástrofe e parabeniza a todos os heróis que estão trabalhando incansavelmente para minorar a dor e o sofrimento de todos.

Texto e imagens: Reinaldo Neves



 

.

Último Spotterday de 2018

31/12/2018

O último dia de 2018 amanheceu com muita chuva em Belo Horizonte e região metropolitana. Mas, todo belorizontino sabe que não há final de ano sem chuva e não foi diferente desta vez. Mas o aguaceiro que desabou sobre a capital mineira não impediu o comparecimento de um grupo de spotters  ao terraço do Aeroporto de Confins, para fechar o ano com um bate papo agradável sobre o hobby e fotografar as aeronaves pousando sob a chuva. Durante o período da manhã um grupo de cerca de 20 spotters compareceram ao terraço , relembrando os eventos do ano, as novidades do setor aéreo e conjecturando sobre o futuro  da aviação no país e novos eventos para os entusiastas. No pátio de aeronaves a AZUL comandou a manhã, preenchendo os espaços com Airbus, E-Jets e ATRs.  Mas a cereja do bolo foi o Airbus A-318 da Avianca, presença raríssima em Confins.
Desejamos um ano de 2019 cheio de vôos seguros, pessoas felizes e muitas imagens bonitas em nossas câmeras!

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

Adeus, Carlos Edo…

O grande aviador Carlos Edo partiu em seu derradeiro vôo, na sexta feira, dia 27 de Setembro.  O argentino Carlos Alberto Edo Palma, radicado no Brasil desde a década de 70 foi um dos maiores entusiastas e pilotos da aviação civil no Brasil, tendo se apresentado em centenas de shows aéreos desde a década de 80, sempre a bordo de seu North American T6 PT-KRC.  Ao seu lado , sua esposa Monica Edo, paraquedista e piloto , sua ala em suas apresentações.
Com aeronaves T6 e uma aeronave Beech 18 formou um “team”  muito conhecido na década de 80/90, o Circo Aéreo Onix, posteriormente Esquadrilha Oi e atualmente Circo Aéreo Extreme.  Suas apresentações encantaram e motivaram jovens de todo o país, que sonharam e embalaram carreira na aviação graças a suas asas.
Uma perda irreparável…
Rest in peace, aviator, higher flights for you !

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

Benito Latorre, o adeus a um grande spotter.

 

 

O homem é semelhante a um sopro; seus dias, como a sombra que passa. (salmos 144:4)

Subindo para o vale Nevado, no Chile.       Ricardo, Benito, Lucas, Junglas e Reinaldo

Conheci o Benito latorre em um dos muitos eventos de spotting em São Paulo, promovidos pelo então incipiente site Aeroin. Figura sempre prestativa e sorridente, era um daqueles spotters que, havendo a possibilidade, literalmente  corria o mundo atrás da captura de diferentes aeronaves para seu acervo fotográfico. Mas nossos contatos eram superficiais, apenas em alguns momentos na prática fotográfica. Este ano, entretanto, tive a oportunidade de compartilhar a convivência com o Benito durante a Fidae (Feira Internacional de Aviação do Chile).

Durante oito dias estivemos hospedados em um apartamento na capital chilena, em um grupo de sete spotters, naquela rotina maluca de entusiastas da aviação: levantar cedo, preparar o café, se arrumar, correr para a Van , passar o dia ao redor do aeroporto buscando a melhor luz, compartilhar dicas e informações, ao término da Feira passar no supermercado, padaria, pizzaria, chegar no apartamento baixar fotos, editar e publicar alguma coisa, tomar banho e, sobrando tempo, dormir. O Benito ainda somava a estas atividades a função de organizador, motorista da Van e auxiliador para eventuais necessidades. Não reclamava, gostava de ajudar e ser prestativo, se mostrou um grande companheiro de viagem e um grande amigo.

Nas semanas seguintes a Fidae fomos estreitando nossa amizade, planejamos uma viagem de spotting a Colômbia para 2019 , “trocamos figurinhas”sobre nossas coleções de safety cards, estivemos juntos fotografando em Confins e há 2 semanas, quando do início da Cruzex, em Natal, ainda havia a esperança que ele comparecesse, deixamos uma vaga reservada para ele, mas infelizmente não foi possível sua ida.

Não sabemos os desígnios de Deus para nossas vidas, mas podemos planejar coisas boas, estabelecer ótimos relacionamentos, sermos um referencial entre nossos pares, alguém a ser citado e lembrado positivamente. Esta é a herança deixada pelo amigo Benito, muito além de suas fotografias, suas histórias, viagens e atividades ele deixa a lembrança do  amigo, camarada e grande ser humano que foi e assim permanecerá nas nossas memórias.

Voe alto  Benito Latorre !

 

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck