Chega ao Brasil primeiro A350 com nova pintura LATAM

 

 

 

 

 

 

 

 

O Aeroporto de Confins recebeu hoje ,30 de Agosto, o primeiro Airbus A-350 com a nova pintura da LATAM. A aeronave, prefixo PR-XTD, decolou de Toulouse, na França, e após a travessia oceânica sem escalas aterrissou as 05:24 da manhã no aeroporto mineiro, onde realizou os procedimentos de nacionalização e inspeção da Receita Federal.  Graças a uma iniciativa da BH Airport, alguns spotters foram credenciados para o registro e divulgação do evento.

O Airbus A350-900 XWB deverá seguir na quarta feira para o Aeroporto de Guarulhos – SP e iniciar seus vôos regulares pela Cia LATAM.

 

 

 

.

Medalhista voa com a Fumaça !

 

 

 

 

 

 

 

O Sargento da Força Aérea Brasileira, Thiago Braz, realizou um grande sonho, ser medalhista  em uma Olimpíada e de quebra, ainda bateu o recorde olímpico da modalidade Salto com Vara.  Um grande e inédito feito para um atleta brasileiro.

Esta tarde, o sargento medalhista ganhou um grande presente da FAB, através da Esquadrilha da Fumaça. O jovem, que desde a infância gosta da aviação e tem pequenos aeromodelos, ganhou um vôo surpresa no A-29 da Esquadrilha, pilotado pelo Cmt da Fumaça, Tcel Caldas. O evento foi gravado pelo apresentador Luciano Hulk e divulgado em seu programa vespertino.

O atleta, visivelmente emocionado agradeceu a surpresa e disse que desde a adolescência sonhava em servir à Força Aérea. Durante o vôo o piloto efetuou algumas manobras acrobáticas, e ao final o TCel Caldas disse ter ficado muito feliz em levar o atleta em seu vôo e que a escolha do Thiago em ser um atleta militar da FAB é um reflexo do trabalho desenvolvido pela Aeronáutica.

Fotos: Rede Globo.

 

Otto Lillenthal, 120 anos da morte do grande inventor!

 

 

 

 

 

 

 

No dia 10 de Agosto de 1896 falecia, na Alemanha, o grande pioneiro da aviação, engenheiro Otto Lillenthal. No dia anterior, sofrera um grave acidente com seu planador e teve a coluna fraturada.

Durante muitos anos ele estudou o vôo das aves e construiu inúmeros planadores de testes. Seus estudos foram publicados em um livro, Der Vogelflug als Grundlage der Fliegekunst (O vôo das aves como fundamento da arte de voar), lançado em 1889.  A partir de 1891 ele inicia vôos tripulados, utilizando-se principalmente de um morro artificial construído por ele para seus testes. Durante 5 anos realizou cerca de 2500 vôos, construindo planadores monoplanos e biplanos , saltando também de outros locais próximos a Berlim.

No dia 9 de agosto de 1896, Lillenthal se dirige a montanha Gollemberg, a 60 km de Berlim, acompanhado de seu mecânico Paul Beylich. O dia estava com o céu limpo, mas com possibilidades de ventanias.  Após a decolagem o planador é atingido por um vento lateral que desestabiliza-o e cai de uma altura de 15 a 17 metros, causando fratura cervical no tripulante.  Antes de morrer o inventor disse que “sacrifícios precisam ser feitos”

Praticamente todos os pioneiros que se seguiram na aviação basearam seus estudos iniciais nos projetos de Lillenthal. Além de ter sido o primeiro homem a comprovada e repetidamente realizar vôos, foi também o primeiro a ser fotografado em vôo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos:  Otto Lillenthal Museum

 

 

 

.

British Airways encerra operação com 747 no Brasil.

A Cia Aérea inglesa British Airways, realizou ontem, dia 10 de Agosto de 2016 o último vôo regular para São Paulo utilizando a aeronave  Boeing 747-400 . Durante quase três décadas a rota Londres – São Paulo foi servida por esta clássica aeronave, um dos mais emblemáticos aviões já construídos.

Chamado popularmente de “Jumbo”, o seu porte, a sua beleza e imponência se impuseram nos aeroportos e todas as grandes cias aéreas almejaram te-lo um dia em suas rotas. Se, para entusiastas e a população em geral nas décadas de 70 e 80 voar era um símbolo de status, voar em um Jumbo se tornou um diferencial na aviação comercial, abaixo apenas do Concorde, este, claro “hors concour”…

Infelizmente, para aqueles que como nós amam e apreciam a aviação, os belos e clássicos aviões estão aos poucos desaparecendo, em nome da economia, eficiência e capacidade de geração de lucros. Lá se foram os trimotores e quadrimotores, os últimos ainda resistindo bravamente,  mas se encaminhando inexoravelmente para o fim, restando apenas uma infinidade de bimotores padronizados, dezenas de grandes maquetes brancas espalhadas pelas pistas de taxi e fingers dos aeroportos.

A padronização tem seus benefícios e hoje a maioria da população tem acesso aos vôos comerciais, podendo através de um bom planejamento desfrutar de um confortável e seguro vôo em suas férias. Para nós, spotters e entusiastas restou hoje a ida aos aeroportos para apreciarmos as diferentes pinturas regulares e comemorativas estampadas ocasionalmente nos aviões. Pensando bem, as visitas acabam sendo em “morrinhos” nos arredores , pois em nome da segurança os aeródromos vão também se padronizando em restringir ou mesmo extinguir os mirantes e pontos de observação das aeronaves no pátio.

Voltando ao 747, eu ainda não consegui voar em um Jumbo…triste…

 

Campeonato Brasileiro de Acrobacia – 2016

Entre os dias 22 e 24 de julho  foi realizado, na Academia da Força Aérea, o Campeonato Brasileiro de Acrobacia . Este foi o terceiro ano em que a AFA abriu seus portões e pista para que o Comitê Brasileiro de Acrobacia e Competições Aéreas – CBA,  reunisse dezenas de pilotos brasileiros de acrobacia e realizasse esta competição.   Uma novidade neste evento foi a participação de uma aeronave  militar , no caso um Neiva T-25 Universal, há décadas honorável treinador dos cadetes da FAB. A aeronave foi pilotada pelo Cap Av Cruz, instrutor da Academia.

 

 

 

 

 

 

 

 

A seguir, um breve  relato nas palavras do Cmt Thiago Sabino, um dos competidores:

“ Sempre é muito bom poder rever os amigos , tanto aqueles que temos contato mais próximo, bem como aqueles que vem de longe…A galera do Sul, que fez bonito, e demonstrando o costumeiro alto nível… todos vocês sempre muito bem vindos à essa casa, bem como os colegas de perto, e que mandaram muito, muito bem.

Enfim, o campeonato, a disputa, a superação, a busca pela excelência, sim…. isso é importante, não há dúvidas. Mas, pra mim, o fundamental é poder ter todos os amigos juntos, confraternizando, conversando, avaliando o vôo do colega pra poder melhorar, trocar idéias, observar o voo dos melhores , e porque não, aprender mesmo estando com os pés no chão…

 

 

 

 

 

 

 

Menção honrosa precisa ser feita aqueles que fazem o campeonato acontecer, e sem os quais , nada teria sequer começado: Renato Sniadower, Maria Cristina Falaschi, presidente Luiz Dell Aglio, o airbossRicardo Soriani, Ricardo Conte e Marcio DellAglio como starters, e nosso Chief Judge Marcus Tabacnik.

Minha auto avaliação: o vôo estava bom, consistente, e dentro das possibilidades. Dei uma bobeirinha no primeiro dia e passei em branco num simples tonneaux. Despenquei na pontuação que nem um martelo sem cabo. No segundo dia uma boa progressão, um vôo mais cravado e no fim desse segundo dia, empatando em quarto lugar com meu amigo Cap Av Cruz. Tenho que agradecer muito ao meu amigo Leo Binder que cedeu seu Christen Eagle para que eu pudesse participar.

 

 

 

 

 

 

E vamos continuar no clima: em setembro estaremos em Itapolis, já no projeto para treinamento constante com vistas ao CBA 2017. E ano que vem estaremos melhores.  Agradeço também a todos que elogiaram e que criticaram. Obrigado mesmo.

Valeu a todos! “

 

Ao final os vencedores de cada categoria foram:
Básica                  –  Faco, pilotando o CAP 10B  PP-ZJC.
Esporte                -  Pedro Tolomei, pilotando o Pitts S-2C  PP-ZTE.
Intermediaria    -  Eduardo Venson, pilotando o Slick 360  PR-ZVH.
Ilimitada            -  Francis, pilotando o Sukhoi 31  PT-ZSV.

 

Fotografias: Thiago Sabino

 
Thiago Sabino é Comandante na Aviação Comercial e um grande entusiasta da aviação clássica e desportiva.

O Asasmetálicas agradece pela participação.

 

 

 

.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck