BCA Ballistic Protection também presente na Laad 2017.

Durante a LAAD Defense & Security, o público conferiu a eficiência das placas de proteção pessoal Neoflex® Plate, desenvolvidas pela BCA Ballistic Protection.   As placas Neoflex® Plate foram grandes aliadas para a proteção dos oficiais das Forças de Segurança que atuaram durante os eventos esportivos realizados no Brasil em 2014 e 2016, respectivamente, Copa do Mundo e Jogos Olímpicos. Com características como maior ergonomia, elevada performance balística contra armas pesadas e mais leves, as placas Neoflex® Plate oferecem maior mobilidade e segurança aos agentes durante o exercício de missões. No estande da empresa estava em exibição um veículo com placas fornecidas pela empresa, apresentando proteção contra munições de diversos calibres.

Sobre a BCA Ballistic Protection

A BCA está presente no mercado há 26 anos e é pioneira no desenvolvimento e fabricação de tecnologias para proteção balística. A empresa nacional, com sede em São José dos Campos (SP), atua tanto no setor automobilístico quanto aeroespacial, de defesa e segurança, fornecendo blindagem para veículos, viaturas, helicópteros e placas balísticas usadas em coletes. Os produtos BCA podem ser encontrados em 15 países de 4 continentes. Certificada como EED (Empresa Estratégica de Defesa), pelo Ministério da Defesa, a empresa conta ainda com a certificação internacional AS 9100C, concedida pela ABS Quality Evaluations e certificações EM 9100:2009, JISQ 9100:2009 e ISO 9001:2008.

 

.

 

Leonardo Company na Laad: alta tecnologia e venda de helicópteros.

Placido de Maio, Lorenzo Mariani e Marzio Laurenti

A Leonardo se apresentou  pela primeira vez na Laad  sob sua nova identidade de marca. No entanto, a empresa está presente e ativa no Brasil há mais de 40 anos, contribuindo para a melhoria da segurança no país através do fornecimento de sistemas e sensores eletrônicos de ponta. Algumas dessas tecnologias foram  exibidas no stand da Leonardo, durante a Feira. A empresa é reconhecida pela sua capacidade de integrar sistemas navais, aéreos e terrestres.

Além disso, a Leonardo está presente no setor espacial brasileiro desde 1997, por meio de sua subsidiária Telespazio Brasil, um dos maiores provedores brasileiros de telecomunicações via satélite, oferecendo uma ampla gama de soluções avançadas e serviços multimídia para os mercados corporativo e governamental. A Telespazio Brasil também atua no setor de observação da Terra, na constelação de satélites de radar COSMO-SkyMed, em nome da e-GEOS (empresa Telespazio / ASI), com destaque para o monitoramento da floresta amazônica e para a agricultura, defesa e segurança e ainda aplicações de proteção de óleo e gás.

Durante coletiva de imprensa, o Presidente da Leonardo Company no Brasil, Sr Plácido de Maio  lembrou da presença da empresa na história recente da Força Aérea Brasileira; cerca de 95% dos radares foram fornecidos pela Leonardo, aí incluídos  os radares dos caças F-5 e A1, do patrulha P-95 Bandeirulha e ainda os que equiparão os caças Grippen e o transporte KC-390. Na ocasião o executivo garantiu que o radar Raven já está totalmente operacional  no Grippen. Outro ponto abordado por Plácido de Maio   foi sobre a preocupação da empresa com  a Taxa de Eficiência em solicitações de manutenção e em horas de vôo dos seus produtos. Sobre a manutenção ele afirmou que a empresa apresenta um índice de 94% de cumprimento de solicitações de manutenção e nas horas de vôo trabalham com uma projeção de uma média de 270 hs/ano em aviões de caça e de 700 a 1000 hs/ano em aeronaves de transporte.

Durante a Laad a empresa anunciou a venda de uma aeronave para a Gendarmería Nacional argentina . A aeronave é um helicóptero  AgustaWestland AW169 , que irá apoiar as operações policiais e de patrulha fronteiriça, ampliando a presença da  Leonardo no setor altamente competitivo do governo argentino. A entrega do AW169 à Gendarmería Nacional Argentina está prevista para o segundo semestre de 2017.

Na coletiva estiveram presentes  os Srs Lorenzo Mariani, Diretor da Divisão Eletrônica de Defesa terrestre e naval da Leonardo;  Plácido de Maio, Presidente da Leonardo Company no Brasil e Marzio Laurenti, Presidente da Telespazio.

 

Foto : Leonardo Company

Reportagem: Reinaldo Neves

.

Embraer entrega 18 jatos comerciais e 15 executivos no 1º trimestre de 2017

 

A Embraer entregou 18 jatos para o mercado de aviação comercial nos Estados Unidos, Europa e China ao longo do primeiro trimestre de 2017 (1T17). No segmento de aviação executiva, 15 unidades foram entregues nesse período, sendo 11 jatos leves e 4 jatos grandes. Em 31 de março, a carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) totalizava USD 19,2 bilhões. Veja os detalhes das entregas na tabela abaixo:

Aviação Comercial

EMBRAER 175 (E175) 16 unidades

EMBRAER 195 (E195) 2 unidades

Aviação Executiva

Jatos Leves 11 unidades

Jatos grandes 4 unidades

Os modelos entregues na aviação executiva foram 3 Phenom 100, 8 Phenom 300, 1 Legacy 450, 1 Legacy 500, 1 Legacy 650, 1 Lineage 1000

Jato E195-E2

O principal destaque do trimestre foi o roll-out seguido do primeiro voo de mais uma aeronave da segunda geração dos E-Jets antes da previsão inicial: o jato E195-E2, maior integrante da família e também o mais eficiente avião comercial do mundo para rotas domésticas. O voo, originalmente programado para o segundo semestre deste ano, ocorreu em 29 de março, apenas três semanas após a cerimônia de apresentação da aeronave. Também foi anunciado no trimestre que a Widerøe, maior companhia aérea regional da Escandinávia, será a primeira companhia aérea do mundo a receber o novo avião E190-E2, o primeiro integrante do E-Jets E2. Como operadora de lançamento do modelo, a Widerøe receberá o primeiro avião no primeiro semestre de 2018. Já a Azul Linhas Aéreas Brasileiras, operadora com a maior frota de jatos E195, foi anunciada como a primeira empresa aérea a operar o E195-E2. O contrato da Azul com a Embraer é para até 50 aviões, sendo 30 pedidos firmes e 20 direitos de compra.

Fonte: Embraer

Foto: www.asasmetalicas.com.br

Atech lança Família de Produtos ARKHE.

 

Presente na Laad 2017, a ATECH, empresa do Grupo Embraer conhecida como desenvolvedora e integradora de soluções tecnológicas, lançou uma família de sistemas integrados, denominada Sistema Integrado Arkhe.

A palavra Arché ou Arqué significa “o elemento presente em todos os momentos da existência”, ou ainda “termo fundamental caracterizado pela procura da substância inicial de onde tudo se deriva”.  Desta conceituação se compreende que o Sistema atuará no ciclo completo do desenvolvimento: desde a concepção até a implantação e operação.

O objetivo do Sistema Arkhe será posicionar a Atech como uma empresa de solução completa, permitindo aos seus clientes o acesso a um portfólio que atenda TODAS as suas necessidades, no qual ele poderá escolher aquelas que melhor lhe convenha. O sistema permite a integração do tripé responsável pelo sucesso de uma missão: A atuação do se r humano(agentes de segurança, policiais, militares), os processos empregados e a tecnologia envolvida.

A família contempla as soluções: Arkhe Command & Control (sistemas de C4ISR); Arkhe Mission Combat (sistemas embarcados); Arkhe Intelligence (sistemas de inteligência); Arkhe Cyber (segurança cibernética); e Arkhe Academy (formação, simulação e treinamento).

O lançamento foi feito pelo Presidente da Atech, Edson Mallaco, e pelo Diretor de Negócios, Giacomo Staniscia.

 

Boeing promoveu o Painel “Mulheres na Defesa e Aviação”

Um importante painel promovido pela Boeing durante a LAAD 2017 abordou a participação das mulheres na Indústria aeroespacial.  O evento “Mulheres na Defesa e na Aviação” procurou debater o papel da mulher neste segmento da indústria, um ambiente notadamente dominado por homens. Segundo a Presidente da Boeing na América Latina, Donna Hrinak, “é fundamental estimular debates e iniciativas que promovam a maior participação das mulheres e que, sobretudo, garantam a elas condições iguais às de seus pares do sexo masculino” A Presidente ainda complementou dizendo que “Parte do desafio passa necessariamente pela educação e por um trabalho muito próximo às escolas e universidades a fim de garimpar talentos que possam contribuir com a indústria aeroespacial”.

Segundo dados do DIEESE, em parceria com a Confederação dos Metalúrgicos existem hoje no Brasil um total de mulheres atuando na indústria aeroespacial representando somente 13,7% do total de trabalhadores.

Além da Presidente da Boeing América Latina, participaram do painel a Vice-presidente da unidade Embraer Gavião Peixoto, Cristine Mendonça; a Diretora de Planejamento da GE Celma, Claudia Carvalho; e a Comandante da Marinha dos Estados Unidos, Jacqueline Renée Finch.

 

 

.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck