O novíssimo A-320 Neo rosa aterrissa em Confins, trazendo as vitoriosas da Azul.

Belo Horizonte, 04 de Outubro de 2018

 

 

 

 

 

 

 

Aterrissou ontem, quarta-feira, no Aeroporto Internacional de Confins, a 18ª aeronave modelo Airbus A320neo da Azul. Vindo diretamente da fábrica da Airbus em Toulouse, França, esta aeronave  trouxe a bordo algumas personagens que viveram histórias de superação e vitória contra o câncer de mama. Com uma pintura especial para a ocasião e para a campanha, o azul tradicional da cia deu lugar ao cor-de-rosa. O novíssimo Airbus nomeado “Vitoriosas da Azul”, de matrícula PR-YRS, entrará na escala de vôo nos próximos dias e voará pelos céus do Brasil trazendo ainda mais destaque à luta contra o câncer de mama.

A aeronave aterrissou as 15:50 e ao ingressar na área de taxi e estacionamento foi “batizada” por dois carros do Corpo de Bombeiros, ato que  é realizado quando se comemora algum grande evento relacionado à aeronave e/ou Cia aérea . No aeroporto de Confins a aeronave passará pelo processo de nacionalização e só então poderá oficialmente operar no país nas cores da Azul.

A bordo a Cia trouxe sete mulheres “vitoriosas”, funcionárias de diferentes setores da empresa e que venceram a luta contra o câncer de mama. Segundo  Claudia Fernandes, diretora de Marketing e Comunicação da Azul  “Mais do que um reconhecimento, quisemos fazer uma homenagem às nossas Vitoriosas batizando esse avião de Vitoriosas da Azul e também levando-as até a França para conhecer a fábrica da Airbus e fazer esse voo especial”, sendo ela também uma das vitoriosas a participar do vôo.  “Mais do que proporcionar conforto aos nossos Clientes e tornar a empresa ainda mais eficiente, essa aeronave tem o objetivo de conscientizar as mulheres sobre a importância de realizarem seus exames preventivos anualmente”, afirma John Rodgerson, presidente da Azul.

A concessionária que administra o aeroporto aderiu à campanha, fornecendo o apoio necessário para a realização do evento. Nas palavras de Marcos Brandão, presidente da BH Airport, “Aeroportos são locais de experiências, chegadas e partidas de pessoas e aeronaves. A preocupação com o próximo, com a saúde dos usuários, com o bem-estar dos colaboradores e o apoio a causas como o Outubro Rosa é o jeito BH Airport de gerir o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte e da Azul promover a aviação”

Nos céus, a bordo e em terra – As ações da Azul em outubro não se limitam somente aos voos com as aeronaves na cor-de-rosa. Mais de 15 ações ocorrerão ao longo das próximas semanas. As principais são a expansão do projeto social Conexão Azul Rosa, que está em seu segundo ano e agora operará 60 mulheres com câncer de mama, e os discursos de conscientização a bordo dos voos da empresa, que ocorrerão nas principais cidades do Brasil. Esta é a maior ação social da AZUL.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As sete vitoriosas são:

Simone Oliveira da Rosa, agente de aeroporto, a mais nova vitoriosa que compõe o time de 2018. Ela descobriu a doença em março do ano passado, com 39 anos de idade. Hoje, Simone se encontra em fase final de tratamento e tem uma filha de 10 anos. Mora em Porto Alegre.

Marcia Lima da Cruz, comissária, é outra guerreira que compõe o time das vitoriosas da Azul. Ela descobriu a doença em julho 2016, no seu aniversário de 38 anos. Após a cirurgia, ela não precisou de nenhum tratamento, apenas acompanhamento psicológico. Mora em São Paulo.

Cleonice Antunes Quaresma, de 42 anos, foi diagnosticada com câncer de mama em 2011 através de um exame de rotina, passou por cirurgia e foi submetida a sessões de quimio e radioterapia. A doença voltou a afligir a agente de suporte de cargas da Azul em 2015. Dessa vez, Cleonice precisou fazer a mastectomia e teve que realizar novamente o tratamento de quimioterapia e de radio. Em janeiro de 2016, Cleonice  voltou ao trabalho e, em maio deste ano, ela fez a cirurgia para reconstruir a mama esquerda. Cleonice mora em São Paulo.

Mônica Franceschini, despachante operacional de voo (DOV), é mais uma das vitoriosas. Ela descobriu a doença no autoexame em maio de 2013. Na sequência realizou cirurgia para retirada de nódulo e também reconstruiu a mama. Mônica não precisou realizar o tratamento de quimioterapia e radioterapia. Mora em São Paulo.

Jussara Fátima da Silva também manteve a cabeça erguida para enfrentar o câncer de mama. Jussara, que trabalha na Azul como coordenadora de segurança do trabalho no hangar da Pampulha desde 2006,  descobriu a doença aos 40 anos no primeiro exame de mamografia. Realizou  tratamento com sessões de quimio e radioterapia, e sete anos após ter descoberto a doença, Jussara está curada. Mora em Minas Gerais.

Maria de Cassia de Oliveira Conceição, de 42 anos, soube que tinha câncer de mama em maio de 2014. Ela passou por cinco cirurgias, a última, no fim do ano passado, para a reconstrução da aureola da mama. Enquanto atravessa o tratamento e se recupera do câncer, ela trabalha no call Center da companhia em São Paulo, cidade onde mora.

Claudia Fernandes, Diretora de Marketing, Comunicação e Marca da Azul também venceu o câncer de mama. Em 2005, em um exame de rotina, Claudia foi comunicada que tinha microcalcificações na mama. Após dez anos depois, as microcalcificações evoluíram e foi realizado um procedimento cirúrgico. O câncer de mama foi então devidamente tratado e curado. Mora em São Paulo.

 

Reportagem e imagens – Reinaldo Neves

 

 

.

PAMA LS abre seus portões!

Amanhã, dia 30 de setembro o PAMA LS abre seus portões para um dia inteiro de atrações.  Durante a jornada os visitantes poderão conhecer diferentes aeronaves da Força Aérea Brasileira e assistir apresentações de paraquedistas, pilotos de acrobacias e ao final do dia um show com a nossa Esquadrilha da Fumaça.

Local – Parque de Material Aeronáutico de Lagoa Santa.

Entrada – 01 kg de alimento não perecivel ou 01 livro em bom estado.

Horário – 09 as 17 horas.

 

 

Imagem – Portal FAB

Sky Airline inicia venda de passagens Brasil – Chile, 40% mais barato que as cias nacionais.

 

A Cia aérea Sky Airline, do Chile, começou a vender passagens para as rotas Santiago-Rio e Santiago-Florianópolis , com datas a partir de 6 de Dezembro. A partir do dia 17 do mesmo mês iniciam-se os vôos Santiago-São Paulo.

Uma simulação feita no site da Cia nos mostrou uma passagem Florianópolis-Santiago, ida e volta por U$ 249, na categoria Light. Partindo de São Paulo o valor da passagem ida e volta fica em U$ 233.  A mesma passagem pela Cia Latam no trecho Florianopolis-Santiago fica no valor de U$ 345, uma diferença de quase 100 dólares. Se considerarmos o acréscimo de 18 dólares por bagagem despachada pela Sky, a diferença cai para 78 dólares.

A chegada desta e de outras cias aéreas low cost, não só da América do Sul mas também da Europa,  irão acirrar a concorrência no país, forçando as cias domésticas a melhorarem seus serviços e facilidades aos clientes.

 

Fundador da AZUL planeja nova e revolucionaria cia aérea.

 

O fundador da Azul e da JetBlue, David Neeleman, anuncia seu novo empreendimento na aviação. Segundo ele será uma companhia de tecnologia que por acaso opera aviões. A idéia é que o vôo seja uma experiência totalmente personalizada. O cliente escolherá sua poltrona por critérios como localização, sua altura, nível de conforto desejado, escolha da alimentação e outros. O cliente também terá acesso a internet e a um aplicativo da Cia.

O nome provisório da Cia é Moxy e pretende ser reconhecida como uma Companhia tecnologicamente avançada, operando o Airbus A220, que começará a ser entregue em 2021, ano do início das atividades da Cia de Neeleman. A Cia irá operar inicialmente nos Estados Unidos e nos ambiciosos planos do empresário está a previsão de atender 800 cidades. Pretende também oferecer um valor de passagem 50% mais barato que os concorrentes.

Nota do Editor: Como todos sabem, Neeleman é um dos grandes players no mundo da aviação comercial e está sempre conectado na vanguarda das idéias e conceitos aplicados neste business.

Fonte: Infomoney

 

Boeing e Embraer lançam hotsite.

A Boeing e a Embraer lançaram um hotsite,  nomeado  “voandojuntas”, no qual explanam seus objetivos e reafirmam sua liderança global.  O texto lembra que  “as duas empresas somam larga tradição de liderança e inovação, com um portfólio complementar de aeronaves civis e militares, além de um longo histórico de colaboração.”  Frisa ainda a agregação de maior valor não somente aos produtos mas também aos clientes, investidores e empregados, pois todos se beneficiarão de uma logística consolidada a nível global.

 

 

 

 

 

O texto também cita que “a parceria atende integralmente aos requisitos de soberania apresentados pelo governo brasileiro e, em particular, pelo Ministério da Defesa e pela Força Aérea Brasileira.” Afirma ainda que a Embraer permanecerá no Brasil , preservando sua marca e identidade.

Pontos interessantes:

* Nos termos do acordo, a Boeing deterá 80% da propriedade da joint venture e a Embraer, os 20% restantes.

* A Embraer será o centro de excelência da Boeing para desenvolvimento de projetos, fabricação, vendas, marketing e manutenção de aeronaves comerciais de passageiros com menos de 150 assentos.

* A sede da joint venture será no Brasil e ela será liderada por uma equipe de executivos também baseada no Brasil, incluindo um presidente e CEO.

* Será criada uma segunda joint venture para comercializar o avião multimissão KC-390 no mercado global.

* A unidade de Defesa permanece integralmente controlada pela Embraer e que o acordo em discussão preserva integralmente os requisitos de soberania do governo brasileiro e, em particular, do Ministério da Defesa e da Força Aérea Brasileira.

 

 

 

 

 

Complementaridade   /  Eco Demonstrator

 

 

 

 

O site ainda relembra ações conjuntas das duas empresas, entre elas o Eco Demonstrator, programa que visou a utilização de biocombustíveis, tecnologias aplicadas ao sistema de captura de dados das aeronaves e à operação dos slats, além de uma pintura que reduz o acúmulo de gelo na parte externa da fuselagem.

 

Fotografias: Embraer e Boeing

Fonte: http://voandojuntas.com.br/

 

.

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck