Prefeitura construirá Parque e Museu Aeroespacial no Campo de Marte.

Notícia veiculada hoje informa que o prefeito de São Paulo, João Dória, encontrou-se com o Ministro da Defesa Raul Jungman. O assunto, a cessão ou devolução da área do Campo de Marte para a prefeitura.

Nos últimos anos muito tem sido falado e especulado sobre o destino daquela área, extremamente cobiçada pelo governo e prefeitura . Já se cogitou a construção de estação/oficina do “ trem-bala”, ligando as duas maiores capitais do país, a construção de um grande parque público, área residencial de interesse social,  centro de eventos, shoppings, etc… Há cerca de dois anos aconteceu uma reunião entre o comandante do então Comar 4 e representantes de entidades diversas cuja pauta era a utilização de uma área de 100 mil metros para a instalação de um Museu Aeronáutico, provavelmente trazendo o museu da TAm localizado na cidade de São Carlos, atualmente fechado e aguardando um destino.

Na reunião entre prefeito e Ministro ficou acordado que a Aeronáutica cederá uma área de 400 mil metros para a instalação de um parque público e a construção de um museu aeroespacial, provavelmente o acervo de São Carlos. Todos os órgãos existentes no campo de Marte continuariam em funcionamento.

A notícia é muito, muito boa mas algumas dúvidas nos sobressaltam: – Há realmente uma área livre de 400 mil metros quadrados disponível no Campo de Marte, sem implicar em desalojamento de algum órgão da Aeronáutica/Infraero ?   De onde virão os recursos necessários para a empreitada ?   Estaremos aguardando os próximos capítulos deste imbróglio.

Fonte:  estadão

 

IACIT recebe comitivas da CISCEA e do PAME .

A IACIT, empresa brasileira com atuação consolidada no desenvolvimento de produtos e serviços de alta tecnologia, recebeu, na semana passada, comitivas da CISCEA (Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo) e do PAME (Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica), quando foi possível apresentar os principais projetos desenvolvidos na área de controle de tráfego aéreo.

A visita da CISCEA aconteceu no dia 11 e contou com a presença do presidente da entidade Major Brigadeiro do Ar Sérgio Roberto de Almeida e do vice-presidente, Coronel Rubem Muller Schneider. Além de conhecer a matriz da empresa, os visitantes estiveram presentes na unidade fabril da IACIT. A empresa mostrou os principais projetos na área de controle de tráfego aéreo, que foram desenvolvidas no departamento de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) da IACIT, com tecnologia nacional.

Tendo a inovação como parte de seu DNA, a IACIT conta com um portfólio completo de soluções na área de controle de tráfego aéreo, entre elas o DME 0200, o GBAS 0100 e 0300, e o VIGILANT 0100 (para tecnologia de vigilância ADS-B e MLAT – Multilateração), além de desenvolver softwares para meteorologia e navegação, de acordo com o conceito SWIN. Tecnologias exclusivas da IACIT como o Radar Oceânico RADH 0200, o Radar Além do Horizonte OTH 0100 e até mesmo a família de contramedida eletrônica também foram apresentados com grande repercussão entre os presentes.

Ao final da visita, a CISCEA contemplou a IACIT com uma placa em reconhecimento pela parceria.

No dia 13, o PAME, representado pelo Coronel Marques, Coronel Maurício, pelo Major Cléber e pela Capitão Carla visitaram a sede da IACIT. Na ocasião, a equipe da IACIT apresentou os principais projetos desenvolvidos em parceria com o PAME, além de contar um pouco da história da empresa, que completou 31 anos, no último mês de maio.

 

Sobre a IACIT

Certificada pelo Ministério da Defesa como Empresa Estratégica de Defesa (EED), a IACIT vem atuando há mais de 30 anos em projetos ligados ao setor. Com a criação do Departamento de Engenharia de Pesquisa e Desenvolvimento e a implantação de uma unidade fabril há cerca de 10 anos, a empresa ampliou o portfólio de produtos e serviços. Atualmente, a IACIT é a única empresa brasileira fabricante de auxílios à radionavegação aérea, e fabrica também radares meteorológicos, radares Oceânicos, radares para Vigilância Marítima – OTH, sistemas de telemetria e telecomandos e equipamentos e soluções de contramedida eletrônica aplicadas à segurança pública e defesa. Possui uma estrutura de engenharia certificada para o desenvolvimento de soluções tecnológicas complexas tanto para hardware como para software estabelecida em São José dos Campos, tendo lançado recentemente produtos meteorológicos de software baseados em redes neurais artificiais (RNA) para aplicação a gestão do tráfego aéreo, proporcionando grandes benefícios para rotas e pouso de aeronaves.

Fonte e fotos: Rossi Comunicação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comitiva da Siscea                                           Comitiva do Pame

 

 

.

Emirates está contratando pilotos brasileiros.

 

Nos dias 27 e 28 de Julho a Cia Aérea Emirates  estará realizando ,na cidade de São Paulo, um processo de seleção de pilotos brasileiros . As vagas são para Primeiros oficiais e Comandantes, que irão pilotar seus aviões Airbus A-380 e Boeing 777.

O salário mensal mais alto, de Comandante, chega a R$ 51.000,00, já livre de impostos, conforme a legislação de Dubai, sede da empresa. Além disso,  a empresa ainda oferece planos de saúde e moradia em Dubai. O regime de trabalho é de 28 dias trabalhados e 13 dias seguintes de folga.

Mas nem tudo são flores…as exigências são grandes, afinal a Emirates foi considerada, neste ano, a melhor cia aérea do mundo . Algumas exigências são:

Primeiro Oficial – Experiência em aeronaves multimotores e o mínimo de 2.000 horas em aeronave acima de 20 toneladas ou 3.000 horas em aeronaves de 10 a 20 toneladas.

Comandante – Deve ter no mínimo 7.000 horas de vôo, das quais 3.000 horas comandando aeronaves com mais de 50 toneladas , mínimo de 1.000 horas em aeronaves de fuselagem larga e pelo menos 3 anos de experiência em vôos de longa duração.

Maiores informações no site da cia.

Fonte: Infomoney e Emirates

“Ecos” do Aero Rock 2017

Após dois dias fotografando dezenas de aeronaves no Aeroporto/Aeroclube de Pará de Minas, por ocasião do Aero Rock 2017, o HD do meu computador recebeu mais de 1.500 fotografias, aguardando edição e tratamento digital. Em um primeiro momento é feita a seleção das fotografias que irão ilustrar a reportagem sobre o evento, geralmente um total de 30 a 40 fotografias. Estas fotos são submetidas a um processo de melhoria da imagem, com o software de tratamento alterando nitidez, contraste, brilho, etc…buscando sempre uma melhor apresentação. De todas, escolho em torno de 10, 12 fotografias , as vezes um pouco mais e então tenho a reportagem pronta, com o texto e imagens em harmonia.

As fotografias restantes passarão por um processo de filtragem, eliminando fotos desfocadas, fotos sub ou superexpostas e fotos sequencias ( muito comuns em fotografia de show  aéreo) . Na parte final do fluxo de gerenciamento de imagens,  elas irão para um HD externo, dentro de uma pasta “Aviação” , subpasta “Shows Aéreos”  e por lá permanecerão hibernando… um pouco antes serão gravadas em um DVD, duplicando assim o arquivo.

Por vezes  alguns eventos possibilitam clicar alguma imagem interessante no dia anterior ou posterior, longe do burburinho e da intervenção das massas . Na véspera  do Aero Rock (dia 23) e no dia seguinte ao término (dia 26) consegui duas belas imagens, não tão comuns. Na sexta feira a tardinha, fotografei uma aeronave RV-6  enquanto seu piloto realizava um treinamento de  rasantes com fumaça, tendo as montanhas ao fundo já imersas nas sombras e o sol quase poente ainda iluminando parte da pista, realçando o contraste da fumaça  branca. Na segunda feira bem cedo a Esquadrilha da Fumaça retornou a Pirassununga, SP, e consegui fotografar  a decolagem dos aviões a partir de  uma posição na qual enquadrei  o A-29 mostrando sua área ventral, com os trens de pouso se recolhendo ao seu compartimento, durante o início da subida . Imagem não muito comum de se ver deste ângulo.

Finalizo este texto com uma foto clicada imediatamente ao término do evento, quase ao por do sol de Domingo, dia 25 de junho.   Nela estão, sorridentes, o organizador do evento, Mark Binder, os pilotos da Fumaça, pilotos de acrobacia e entusiastas/spotters.  Mr Binder, já estamos na espera do  próximo Aero Rock !

 

 

.

Fumaça realiza Tour Internacional e nas regiões Norte e Centro-Oeste.

A Esquadrilha da Fumaça  encontra-se em um “tour” internacional, iniciado na região norte do país, nas cidades de Porto Velho (RO), se apresentando também em Eirunepé (AM) e no momento participando da F-Air Colômbia, principal evento aeronáutico daquele país.

Na Feira Aeronáutica Internacional da Colômbia a Fumaça se apresentou ontem, dia 13, hoje dia 14 e ainda fará apresentações até o domingo, dia 16. Esta é a segunda vez que a Fumaça se exibe no exterior voando a aeronave A-29 Super Tucano e por onde passa o show aéreo é muito aclamado. O Esquadrão de Demonstração Aérea cumpre assim sua atribuição de ser o “cartão postal” da Força Aérea Brasileira e, aproveitando esta missão diplomática, o “team” se apresentará em um total de 4 cidades da região amazônica e mais sete cidades da região centro oeste . Desta forma o EDA atua na integração nacional, marcando a presença da FAB  nos eventos  realizados em todo o país.

Em sua viagem de retorno a Fumaça se apresentará nas seguintes cidades

20/07 – Manaus (AM)     21/07 – Manicoré (AM)      22/07 – Sinop (MT)     23/07 – Cuiabá (MT)       26/07 – Barra do Garças (MT)       29/07 – Rondonopolis (MT)     30/07 – Campo Grande (MS)          01/08 – Bonito (MS)        03/08 – Jardim (MS)

Fonte: EDA

Powered by WordPress | Designed by: Best SUV | Thanks to Toyota SUV, Ford SUV and Best Truck