Panteão dos pilotos do I Grupo de Caça está completo.
3726
post-template-default,single,single-post,postid-3726,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-theme-ver-18.1,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.2,vc_responsive
 

Panteão dos pilotos do I Grupo de Caça está completo.

Faleceu hoje, 23 de Abril, o Major John Willian Buyers, último aviador brasileiro participante do teatro de operações na Itália, durante a ll Guerra.

Nascido em Minas Gerais, mas filho de norte-americanos, o Major John Buyers participou da Segunda Guerra Mundial como oficial da Aviação do Exército dos Estados Unidos (USAAF). Por falar português fluentemente, foi designado para atuar como oficial de ligação entre o Comando dos EUA e o 1° Grupo de Aviação de Caça, o esquadrão de combate da Força Aérea Brasileira que se tornou o único da América Latina a participar da guerra na Europa, entre 1944 e 1945.

John Buyers foi voluntário para voar 21 missões de combate ao lado dos seus colegas da FAB, apesar de sua missão ser apenas administrativa. Duas destas missões  aconteceram no dia 22 de abril de 1945, há 71 anos e um dia. Esta data é comemorada  como o Dia da Aviação de Caça do Brasil.

Em sua entrevista concedida em 2013, John Buyers cita que cumpriu suas missões voando nos caças P-47 Thunderbolt , em uniforme da USAF mas se considerando como um brasileiro e o Grupo de Caça como seu Grupo. Seu avião foi atingido diversas vezes pela artilharia inimiga mas nunca precisou utilizar seu paraquedas. Nesta entrevista também elogia a extraordinária valentia dos pilotos brasileiros e a enorme dedicação dos mecânicos, que gozavam da confiança de todos os pilotos. Relembrou também a aeronave B-25 de uso administrativo do Grupo e que , praticamente somente ele pilotava, com medo que outro piloto a danificasse, pois não haveria reposição!

John Buyers morava com a família em Recife. No dia 26 de Setembro de 2015 o Museu da FEB em Belo Horizonte inaugurou uma sala com seu nome, museu escolhido pelo piloto para guardar seu acervo.

No Panteão dos Heróis, o Grupo agora está completo.