Benito Latorre, o adeus a um grande spotter.
6717
post-template-default,single,single-post,postid-6717,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode-theme-ver-18.1,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.2,vc_responsive

Benito Latorre, o adeus a um grande spotter.

 

 

O homem é semelhante a um sopro; seus dias, como a sombra que passa. (salmos 144:4)

Subindo para o vale Nevado, no Chile.       Ricardo, Benito, Lucas, Junglas e Reinaldo

Conheci o Benito latorre em um dos muitos eventos de spotting em São Paulo, promovidos pelo então incipiente site Aeroin. Figura sempre prestativa e sorridente, era um daqueles spotters que, havendo a possibilidade, literalmente  corria o mundo atrás da captura de diferentes aeronaves para seu acervo fotográfico. Mas nossos contatos eram superficiais, apenas em alguns momentos na prática fotográfica. Este ano, entretanto, tive a oportunidade de compartilhar a convivência com o Benito durante a Fidae (Feira Internacional de Aviação do Chile).

Durante oito dias estivemos hospedados em um apartamento na capital chilena, em um grupo de sete spotters, naquela rotina maluca de entusiastas da aviação: levantar cedo, preparar o café, se arrumar, correr para a Van , passar o dia ao redor do aeroporto buscando a melhor luz, compartilhar dicas e informações, ao término da Feira passar no supermercado, padaria, pizzaria, chegar no apartamento baixar fotos, editar e publicar alguma coisa, tomar banho e, sobrando tempo, dormir. O Benito ainda somava a estas atividades a função de organizador, motorista da Van e auxiliador para eventuais necessidades. Não reclamava, gostava de ajudar e ser prestativo, se mostrou um grande companheiro de viagem e um grande amigo.

Nas semanas seguintes a Fidae fomos estreitando nossa amizade, planejamos uma viagem de spotting a Colômbia para 2019 , “trocamos figurinhas”sobre nossas coleções de safety cards, estivemos juntos fotografando em Confins e há 2 semanas, quando do início da Cruzex, em Natal, ainda havia a esperança que ele comparecesse, deixamos uma vaga reservada para ele, mas infelizmente não foi possível sua ida.

Não sabemos os desígnios de Deus para nossas vidas, mas podemos planejar coisas boas, estabelecer ótimos relacionamentos, sermos um referencial entre nossos pares, alguém a ser citado e lembrado positivamente. Esta é a herança deixada pelo amigo Benito, muito além de suas fotografias, suas histórias, viagens e atividades ele deixa a lembrança do  amigo, camarada e grande ser humano que foi e assim permanecerá nas nossas memórias.

Voe alto  Benito Latorre !