Aeronaves Cargueiras na Fidae 2018
5933
post-template-default,single,single-post,postid-5933,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-theme-ver-18.1,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.2,vc_responsive
 

Aeronaves Cargueiras na Fidae 2018

Aeronaves Cargueiras na Fidae 2018

A aviação de transporte militar foi uma das grandes sensações da Fidae 2018. Dentre todos os tipos de aviões, a categoria imprescindível para qualquer Força Aérea é sem dúvidas a aeronave cargueira, devido a sua extrema necessidade nas tarefas logísticas. Na prática, estas aeronaves além de servirem aos propósitos militares também atuam em atividades de apoio à população civil em geral.

Da Espanha, em um vôo de cerca de 17 horas, veio o Airbus A-400M, um enorme quadrimotor turbo-hélice , que após um longo processo de desenvolvimento começou a ser entregue a partir de 2013. A aeronave que se apresentou no evento pertence ao Ejercito Del Aire, sediado na Ala 31 daquela Força Aérea.

A Embraer enviou seu novíssimo KC-390, um moderno bimotor a jato, avião que veio para estabelecer novos padrões em sua categoria, a de transporte multi-missão de médio porte. As duas primeiras unidades encomendadas serão entregues à Força Aérea Brasileira no segundo semestre deste ano.

Na categoria dos transportes táticos de médio porte vieram as aeronaves Alenia C-27 Spartan, da Força Aérea do Peru e a aeronave Airbus CASA C-295 , representada por uma unidade da Força Aérea do México e uma unidade da Força Aérea Brasileira. Se o C-295 apresenta uma silhueta mais esguia e um preço de venda mais acessível que seu concorrente, o C-27 Spartan demonstra robustez e uma enorme capacidade de manobras, justificando seu valor mais alto e se mostrando como um genuíno cargueiro militar.

O venerável e conhecidíssimo C-130 Hércules também deu o ar de sua graça, através de alguns exemplares da Força Aérea do Chile e uma unidade da Força Aérea Uruguaia. Com mais de 2500 unidades entregues e ainda sendo fabricado, é o mais longevo projeto em execução de uma aeronave militar no mundo, somando mais de 5 décadas contínuas de fabricação. Também nas cores e insígnias do anfitrião estiveram presentes o Boeing 767 300 e o pequeno, mas eficiente CASA 212 Aviocar, que realizou o lançamento de paraquedistas.

Mas o maior de todos os cargueiros foi o Boeing C-17 Globemaster, transporte largamente utilizado pelas tropas norte americanas em todos os continentes. Este foi o ano de maior participação dos Estados Unidos no evento, trazendo cargueiros, abastecedores, bombardeiros e os mais novos caças de seu inventário.

.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.